iPod Update

Músicas da semana

– Break Up Song: Little Mix (9/10)

– I Don’t Like You: Grace VanderWaal (10/10)

– Moonlight: Grace VanderWaal (9/10)

– Hit Me: Conchita Wurst (10/10)

Álbuns da semana

– Night Work: Scissor Sisters (9/10)

– OMFGG – Original Music Featured on Gossip Girl No 1 (8/10)

Vídeos musicais da semana

– Thank You Next: Ariana Grande (10/10)

adquirido via iTunes

Love is a losing game

For you I was a flame, love is a losing game.
Five story fire as you came, love is a losing game, one I wish I never played, oh what a mess we made, and now the final frame

Love is a losing game

Played out by the band, love is a losing hand, more than I could stand, love is a losing hand, self professed, profound‘Til the chips were down, know you’re a gambling man

Love is a losing hand

Though I battle blind, love is a fate resigned, memories mar my mind. Love, it is a fate resigned, over futile odds and laughed at by the gods. And now the final frame

Love is a losing game

 

Quanto mais vivo, mais a letra desta música me afeta. Com toda a certeza hoje posso dizer “love is losing game”

Nova casa – A New Home

Não apenas profissional, mas pessoal.

Em breve estarei excluindo minha conta do Facebook, sendo assim minhas únicas atualizações serão via blog (este blog). Aqui publicarei tudo o que acho interessante e certos momentos (assim como no Facebook). No entanto, o único método de interação aqui é via comentários, que muitos irão ver como um “no no”.

Caso queira uma comunicação mais frequente (aqui destinado a amigos e família), sempre teremos um chat via WhatsApp ou um prático e clássico e-mail. Caso você possua um e-mail e queira que eu adicione-o na minha lista, basta comentar neste post com o endereço.

Não espero causar confusão ou coisa parecida. Apenas estou tentando a voltar ao meu eu, ao Adriel (or Patrick) raiz.

Cheers and see you soon. =)

English version

Not only professional, put personal

Soon I will be deleting my Facebook account, so my only updates will be via blog (this blog). Here I will publish everything I find interesting and certain moments (just like on Facebook). However, the only method of interaction here is via comments, which many will see as a “no no”.

If you want more frequent communication (here for friends and family), we will always have a chat via WhatsApp or the practical and classic email. If you have an email and want me to add it to my list, just comment on this post with the address.

I don’t want to cause any confusion or anything. I’m just trying to come back to myself, to the real, true Adriel (or Patrick).

Cheers and see you soon. =)

Albert Beaumont chega ao fim.

Aproximadamente 17 anos atrás eu dava início a minha primeira estória intitulada “Tork Black”, eu a escrevi em um pequeno bloco de notas e lembro com clareza o dia em que a terminei.

Com o passar do tempo a estória do Tork foi se aperfeiçoando até se transformar em uma saga chamada “A décima sétima dimensão”; nesta época um manuscrito digitalizado foi criado e até mesmo uma possível publicação foi planejada.

No entanto, apenas em 2016 o universo que previamente tinha sido do Tork, mostrou-se ao público.

Durante os anos de 2014 e 2015, ainda na Bélgica, comecei a trabalhar em uma estória que poderia se unir com o universo do Tork e a filosofia das dimensões. Esta seria única e o objetivo era publicá-las na Europa.

Com uma pequena máquina de escrever, passei o ano de 2014 escrevendo e rescrevendo a estória de Albert Beaumont, uma criança Belga que certo dia descobre um outro mundo dentro de seu próprio mundo. Na minha mente este universo teria de ser altamente realista, pois apesar de ser uma fantasia, tanto o Tork quanto as dimensões tinham sido esboços de um mundo que poderia de fato ter existido.

O universo Beaumont dominou meus pensamentos. A arquitetura Belga me inspirou a criar lugares extraordinários. Nos últimos capítulos fugi para a costa Belga onde finalmente terminei o primeiro esboço do livro.

A idéia seria contar toda a história da família Beaumont, mas para isso o livro triplicaria de tamanho e não seria viável para publicação. Sendo assim eu cortei o material e fiz com que “No mundo da magia” trabalhasse sozinho, como uma introdução bem feita de um universo mágico. Caso os leitores se interessassem e comprassem a estória, eu teria o sinal de verde de publicar a história completa.

E foi exatamente o que aconteceu.

O livro chamou atenção e muitos gostaram da estória, a simplicidade do universo e da aventura fez com que muitos adquirissem um exemplar.

Então comecei a colocar em ação o plano de editar e terminar a história dos Beaumont.

“No mundo dos mortos” teve três versões diferentes, eu escrevi o mesmo livro três vezes e em todas as vezes o universo crescia absurdamente. Eu sabia que cada livro desde então teria um pulo de dois anos, assim os personagem poderiam crescer e amadurecer naturalmente, sem a minha ajuda. No entanto, para isso acontecer eu teria que trabalhar firmemente na personalidade de cada um, a ponto do leitor não se sentir “traído” nos pulos de um livro para outro.

Não vou dizer que “mundo dos mortos” foi o livro mais difícil de se escrever (este prêmio vai para no mundo da magia), mas sem sombra de dúvidas foi o mais trabalhoso.

Apesar de outras publicações estarem sendo publicadas neste meio tempo (coquetel urbano, casais inteligentes…), Albert Beaumont sempre esteve em constante edição e segundo o planejamento, a saga teria que acabar em 2019.

O lançamento de “No mundo dos mortos” teria que ter sido em 2017, no entanto, por questões de tempo, eu achei mais viável publicá-lo em 2018, assim o tempo entre um e outro seria de apenas um ano, e não dois.

“No mundo dos mortos” fez tanto sucesso quanto “No mundo da magia”, os leitores aprovaram o primeiro pulo de dois anos e consequentemente a mudança de clima na estória (agora mais sombria).

“Para Sempre” já estava pronto quando “No mundo dos mortos” foi publicado; Com isso a edição foi mais tranquila, apesar de complicada. Uma novidade que eu sabia que iria incluir seria o Gênesis do universo (presente no final de Para Sempre); eu queria mostrar para os leitores toda a história deste universo, do começo até o fim dos Beaumont. Escrever o Gênesis foi uma experiência incrível e única, eu estava compartilhando todo o material relacionado a este universo, estava de fato finalizando minha saga de fantasia.

Eu sempre gostei de livros de fantasia, mas do mesmo jeito que gosto, sei dos desafios que é escrever um. Sendo assim eu sempre tive em mente de que um dia iria terminar a estória do Tork Black (hoje, Albert Beaumont), e que este seria meu único trabalho voltado para o gênero ficção-fantasia. No dia de hoje, 14 de Outubro de 2019, posso afirmar com satisfação que terminei esta fase da minha vida profissional.

E estou extremamente feliz por isso.

“Para Sempre” está do jeito que eu imaginei e desejei, as mensagens estão lá, o desfeito está lá e o universo está lá. No total foram 17 anos de trabalho árduo, com muita paciência e perseverança. Eu espero que todos aqueles que acreditaram no mundo da magia, possam um dia de fato visitá-lo, assim como eu visitei.

E para isso vocês sabem, basta fechar os olhos e

Acreditar.

Um grande abraço e muito obrigado.

Adriel Dantas.

 

http://adrieldantas.com/mundomagico

 

Obras na Amazon.

A partir deste momento as obras “Casais inteligentes engolem sapos” “Albert Beaumont no mundo da magia” e “Albert Beaumont no mundo dos mortos“, estão disponíveis para compra (em livro físico) na amazon.com.br

A parceria com a gigante dos livros começou em junho de 2018. Agora, além de poder adquirir as obras na versão Kindle (e-book), você poderá comprar o livro físico na mesma plataforma.

Boa leitura!

Albert Beaumont no mundo dos mortos

A esperada continuação da saga já está disponível! Explore ainda mais o mundo mágico de Albert Beaumont em “Albert Beaumont no mundo dos mortos”.

no mundo dos mortos capa kindle

Dois anos depois do retorno do mundo da magia, os rebeldes dominaram a Europa. Agora todos que são contra o regime procuram refúgio no castelo de Garnir. Quando Philiphe é convocado para lutar, Albert se vê no direito de fazer alguma coisa para ajudar a acabar com a segunda grande guerra mágica.
Depois de receber uma mensagem inesperada, o menino se vê caminhando para o mundo dos mortos, casa das criaturas mais perigosas do mundo mágico. Enquanto isso a segurança e a fortaleza de Garnir começa se romper, provocando medo e angustia entre os refugiados.

Aventura, ação e magia. Em “Albert Beaumont no mundo dos mortos” o leitor é transportado mais uma vez para o mundo fantástico em que cada virada de página significa uma nova revelação.

 

Adquira já a versão física.

Adquira já a versão digital na Amazon

Adquira já a versão digital no Apple Books

Um MundoMagico!

Com o lançamento de “Albert Beaumont no mundo dos mortos” (também disponível em plataformas digitais), uma surpresa espetacular foi criada para comemorar o lançamento do penúltimo capítulo da saga.

Em MundoMagico você poderá explorar todas as minúcias do universo fantástico,  assim como fazer downloads de papéis de parede, ver vídeos e caminhar pela galeria mágica.

Então não perca tempo e explore o MundoMagico de Albert Beaumont!

logos